FUTEBOL

Golaço salva clássico ruim entre São Paulo x Palmeiras; torcedor dá vexame na numerada


São Paulo x Palmeiras fizeram um clássico duro de ser assistido, na tarde do último sábado, no Pacaembu, pela 11ª rodada do Paulistão. Foi um duelo pobre tecnicamente e com raras emoções. Em melhor fase, o time alviverde foi mais preciso e com golaço de Carlos Eduardo nos minutos finais conseguiu deixar o estádio com a vitória no Choque Rei e a classificação às quartas de final.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Dois times maltrataram a bola na primeira etapa

O primeiro tempo foi terrível. O São Paulo tomou a iniciativa do ataque, mas com suas limitações técnicas levou pouco perigo à meta defendida por Weverton. Tecnicamente muito mais forte que o rival, o Palmeiras teve atuação sofrível nos 45 primeiros minutos. A equipe se preocupou mais em bater do que praticar futebol. Foram quatro cartões amarelos: os zagueiros Antônio Carlos e Gustavo Gómez, o meia Moisés e o atacante Borja.

Alteração decisiva feita por Felipão

Na volta para o segundo tempo, Felipão sacou o inoperante Borja e promoveu a entrada de Carlos Eduardo. A alteração surtiu efeito. O Palmeiras cresceu ofensivamente e com apenas cinco minutos de bola rolando fez mais do que na primeira etapa inteira. Foram duas boas chances criadas por Carlos Eduardo e Dudu.

No entanto, o ritmo do clássico voltou a cair. O São Paulo não ameaçou o rival, que aos 34 do segundo tempo fez o gol da vitória. Carlos Eduardo tabelou com Dudu e de fora da área acertou chute potente. A bola explodiu no travessão duas vezes e entrou no gol.

Revolta são paulina contra Leco

A torcida são paulina entrou em desespero. O presidente Leco, presente no estádio, foi xingado por milhares de torcedores (veja o vídeo abaixo). Houve ainda gritos por pedido de novos jogadores.

Torcedor acusa criança de comemorar gol palmeirense

Nas numeradas, a reportagem do Torcedores presenciou uma cena lamentável, registrada nas redes sociais pelo repórter Allan Simon. Um torcedor acusou uma criança de ter comemorado o gol do Palmeiras e os ânimos ficaram exaltados. O pai se levantou e se revoltou com a atitude do senhor. “E daí se for palmeirense? Eu queria ter palmeirense aqui vendo jogo comigo”, disparou.

Imediatamente, outros torcedores repreenderam a atitude do homem contra o menino. Infelizmente, a criança acusada precisou ser retirada pelos pais para evitar maiores problemas e deixou o local aos prantos.

Lamentável em pleno século XXI ainda existir “torcedor” com tanto ódio no coração e que não respeita nem criança. Reflexo de uma sociedade doente. O que conforta é que a maioria que presenciou a cena repudiou o mau comportamento daquele sujeito.

Com os ânimos mais acalmados nas numeradas, a reportagem voltou a focar a suas atenções para o gramado. O São Paulo não conseguiu a reação e colocou em xeque a sua presença nas quartas de final do Paulistão. Os mais de 17 mil torcedores que pagaram ingresso deixaram o Pacaembu revoltados com a fraca atuação no Choque Rei, e com razão, já que o Tricolor perdeu os três clássicos da primeira fase.

Assista abaixo:

Carlos Eduardo comemora primeiro gol com a camisa palmeirense

VEJA TAMBÉM:

VÍDEO: Criança é acusada de comemorar gol do Palmeiras e deixa arquibancada do Pacaembu 

Alexandre Mattos diz que odeia vender garotos da base e explica venda de Luan Cândido 


O Blog contrapontobr.com nasceu de duas necessidades: fortalecer o discurso de direita e ser uma alternativa ao jornalismo ideologizado da grande mídia .
Ficamos lisonjeados com o retorno que temos tido, mas precisamos de sua ajuda. Contribua e nos ajude a manter o site no ar. Clique aqui

Source link

Mais Lidos

To Top