BRASIL

Polícia investiga se informante da Câmara ajudou assassinos de Marielle

Rodrigo Maia quer o apoio da família Gomes


A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio tentam descobrir se um informante da Câmara Municipal revelou os passos de Marielle Franco nas semanas que antecederam o homicídio, publica O Globo.

Segundo relatório do inquérito da Delegacia de Homicídios, 13 dias antes da execução, o pistoleiro Ronnie Lessa começou a buscar endereços listados na agenda da vereadora.

“A desconfiança se estende até 14 de março de 2018, data da execução, quando parece ficar ainda mais forte a suspeita de que os assassinos tiveram informações privilegiadas sobre os horários de Marielle”.

O Blog contrapontobr.com nasceu de duas necessidades: fortalecer o discurso de direita e ser uma alternativa ao jornalismo ideologizado da grande mídia .
Ficamos lis

Mais Lidos

To Top