FUTEBOL

Cinco fatos que marcaram o primeiro Grenal da decisão do Gauchão


Na tarde de ontem, 14, o Gauchão 2019 começou a ser decidido. No Beira-Rio, Internacional e Grêmio não saíram do 0x0 e a definição do campeão ficou para o meio de semana, na casa gremista. Com direito a utilização do VAR, confira os principais fatos que rolaram no Grenal 419!

Lesão no primeiro tempo

Já vem virando rotina no Internacional o técnico Odair Hellmann ter que fazer substituição antes do intervalo por conta de lesão. Ontem foi a vez de Rithely, que já estava substituindo o lesionado Rodrigo Dourado, deixar o gramado aos 18 minutos para a entrada de Rodrigo Lindoso.

Duelo de goleiros

O fato de as redes não terem sido balançadas no Beira-Rio tem influência direta dos goleiros das duas equipes. Marcelo Lomba e Paulo Victor trabalharam para manter o 0x0 no placar, com destaque para o camisa 1 gremista, que vinha sendo criticado pela torcida.

Com 31 minutos do primeiro tempo, Patrick fez grande jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para o meio da área. O peruano Guerrero concluiu rasteiro e Paulo Victor apareceu para salvar o Grêmio. Já na etapa complementar, com 29’ e 34′, Nico López soltou duas bombas rasteiras e PV voltou a praticar grandes intervenções.

Do lado do Internacional, Marcelo Lomba apareceu bem demais aos 21’ do segundo tempo. Depois de Everton arrancar em velocidade e se livrar da marcação, o goleiro evitou um golaço e salvou os donos da casa.

Renato e Cuesta

Na reta final do primeiro tempo, Renato Portaluppi e Victor Cuesta se envolveram em uma discussão. Após uma chegada do zagueiro do Internacional em Matheus Henrique, o técnico do Grêmio invadiu o gramado para reclamar, apontando o dedo em direção ao rosto do argentino.

Árbitro de vídeo

O árbitro de vídeo foi novidade no Grenal de ontem. Utilizada pela primeira vez na edição 2019 do Gauchão, a tecnologia foi acionada pelo árbitro Anderson Daronco para avaliar uma suposta agressão do atacante André, do Grêmio, no zagueiro Rodrigo Moledo, do Internacional. Após a consulta, a decisão foi por manter apenas o cartão amarelo ao camisa 90 do Tricolor.

Reclamação de um lado e resposta do outro

Em entrevista coletiva após o empate em 0x0, o vice-presidente do Internacional Roberto Melo reclamou da arbitragem do Grenal. O dirigente colorado questionou ainda a utilização do VAR, a não expulsão de André. Ele também se mostrou incomodado com o fato de a equipe de arbitragem ter medo de Renato Portaluppi.

“Arbitragem muito ruim, picotando o jogo. Não sei para que serve o VAR, eu não sei o que ele faz naquela casinha. Se ele não acha que aquele lance, um cotovelada no Moledo, não é para expulsão, talvez só com um tiro. Não sei porque ele vai até lá fazer aquela papagaiada”, disse.

“Não dá mais para admitir, não precisa trazer quarto árbitro. O Renato pode fazer o que quiser, invade vestiário, campo. O quarto árbitro morre de medo. Acho uma vergonha. É um líder, vitorioso, mas a regra precisa ser aplicada para todos. Acho um absurdo o comportamento do técnico do Grêmio, mas mais ainda atuação da arbitragem”, completou Melo.

Do lado gremista, Duda Kroeff minimizou as reclamações do rival. O vice-presidente ainda afirmou que dirigentes colorados estariam tentando condicionar a arbitragem com tais declarações.

“Nós não temos reclamações contra a arbitragem, acho que o Vuaden foi muito bem. Essas reclamações do lado de lá talvez tenham algo daquela velha tradição de tentar condicionar a arbitragem. Eu já passei desta fase há bastante tempo”, avaliou.

LEIA MAIS:

RENATO COMENTA CONFUSÃO COM CUESTA NO GRENAL: “ALGUMAS PESSOAS SE ACHAM MALANDRAS”

EM ENTREVISTA, ODAIR HELLMANN DIZ: “AQUI NO SUL TUDO PASSA PELO RENATO, TEM QUE PARAR COM ISSO”





Source link

Mais Lidos

To Top