Adriano Magalhães da Nóbrega

Flávio Bolsonaro explica homenagem a miliciano

Rodrigo Maia quer o apoio da família Gomes


Flávio Bolsonaro também foi questionado neste domingo pelo Estadão sobre sua relação com o ex-capitão da PM Adriano Magalhães da Nóbrega, acusado de chefiar uma milícia no Rio de Janeiro.

Tanto a mulher quanto a mãe Adriano trabalharam na assessoria de Flávio até novembro do ano passado.

“Conheci em 2003, 2004, mais ou menos”, disse o senador. “Ele estava sendo acusado de ter matado um trabalhador e, na verdade, era um traficante. [Fabrício] Queiroz me apresentou. Resolvi abraçar aquela causa. Até homenageei ele depois como forma de mostrar que acreditava na palavra dele. Ele, agora, está sendo acusado de um monte de coisa. Se ele estiver errado, que a lei pese sobre ele. Como exigir de mim saber de algo que 15 anos depois veio à tona?”

Como foi articulada a primeira grande derrota de Sergio Moro em Brasília. LEIA AQUI



Source link

Mais Lidos

To Top